JORNALISMO

 

QUEDA DO VOLUME DO LAGO TALISMÃ ASSUSTA MORADORES E AMBIENTALISTAS

ASCOM/GRUPO RAIZ DA TERRA
17/08/2017 - 17:00

Queda do Volume do Lago Talismã assusta moradores e ambientalistas, a lagoa é uma opção de abastecimento de agua potável da cidade de Talismã e em toda a sua historia nunca se viram um quadro semelhante. O ultimo estudo foi realizado as 14:00 horas do dia 15 de agosto de 2005, pelo Grupo Raiz da Terra e agora o mesmo estudo foi realizado no mesmo dia do mês e horário e o resultado é assustador. Foi colocada uma régua de medição e o caso esta sendo acompanhado a cada 10 (dez) dias até 31 de outubro de 2017.

Em 2002, a Fazenda Agropecuária Guarani realizou um confinamento de bovino na sua margem esquerda, o que gerou num acumulo de material orgânico, fazendo uma proliferação de vitória regia em uma boa parte do lago. Após a constatação da perda de qualidade da agua o gado foi retirado.

No ano de 2010, a Fazenda Agropecuária Guarani desmatou a margem esquerda, agravando a situação e para piorar a construção da TO 296, despejou sedimentos na mesma margem.

A partir de 2012, o numero de poços artesianos e poços profundos perfurados na cidade serviram para  agravar o quadro.

Em 2005 a profundidade media era de 1,5 metros e hoje 78 cm, a área do lago era de 5.513,45 hectares e agora é de 4.412,99, uma redução de 1.100,46 hectares. A lama no eixo do lago no primeiro estudo era de 05 cm e agora está em 10 cm, ou seja, o dobro de sedimentos.

ESPAÇO DO ENTREVISTADO

_______________________________