CALENDÁRIO LEIS
 

FORMANDOS DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS COLAM GRAU

Thatyhelly Pires Lopes
08/06/2013 - 10:30 Horas

Formandos dos cursos de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos realizaram a solenidade de colação de grau no dia 07 de junho, no Centro Cultural de Porangatu – Goiás. PADRINHO: Lázaro Rodrigues Campos – Neida Urias Rodrigues; PATRONO: Eronildo Lopes Valadares – Vanuza Primo de A. Valadares; PARANINFO: Galeno Pereira Guimarães – Marcelita Leão Guimarães. Faculdade Anhanguera  de Porangatu – UNIDERP. DIRETOR: José Clemente Veiga; GESTOR: Franklin Veiga Junior; COORDENADORA: Nazaret Urias Fernandes Barbosa.

Michael Vinicios Aparecido Garcia de Sousa, é um soldado do fogo (VEJA AQUI O CLIP - SOLDADO DO FOGO) e integra o Sistema Nacional da Defesa Civil e faz parte da Associação Anjos da Selva, onde é também um dos diretores. Brigadista de combate com vasta experiência nos combates a incêndios florestais. Agora somando mais um capitulo da História do Grupo Raiz da Terra e de sua própria existência.

“Michael é para mim um verdadeiro filho, uma pessoa que tenho muito orgulho em ter como amigo, filho, confidente e enfim uma pessoa exemplar, que todo pai se orgulha e espero que ele saiba a responsabilidade que o espera, pois para mim continua sendo aquela criança sapeca, de olhares atentos e esperta. Existem pessoas em nosso circulo de vida que jamais são deletadas da nossa memória e o Michael é uma delas... Parabéns filho!”. Disse João Carlos Lopes.

VEJA <<<< AQUI >>> ALBUM - FOTOS PRODUZIDAS PELO JORNAL UNIVERSO AGORA

 

___________________________________________________________

COMENTÁRIOS: <<<< AQUI >>>

__________________________________________________________

  • A Defesa Civil deve estar sempre pronta a acolher a todos que dela, voluntariamente, se propuserem a participar. Pelos interesses comuns deve ser também um sistema envolvente porque integra todas as atividades, quer públicas ou particulares, povo e governo, tanto na cidade quanto no campo.

    A COMPDEC deve estar devidamente estruturada para:
    EDUCAR, no sentido de preparar as populações;
    PREVENIR, sugerindo medidas e obras públicas para os pontos críticos;
    PLANEJAR, elaborando planos operacionais específicos;
    SOCORRER, as vítimas, conduzindo-as aos hospitais;
    ASSISTIR, conduzindo os desabrigados para locais seguros, atendendo-os com medicamentos, alimentos, agasalhos e conforto moral, nos locais de abrigo ou acampamentos; e
    RECUPERAR, a fim de possibilitar à comunidade seu retorno à normalidade