CALENDÁRIO LEIS
 

DEFESA CIVIL MUNICIPAL,FEZ INVENTÁRIO DA ARBORIZAÇÃO DE TALISMÃ

Thatyhelly Pires Lopes
23/11/2013 - 17:30

A Comissão Técnica que realizou o inventario da Arborização da cidade de Talismã, agora tem a segunda tarefa, colocar em pratica o Plano Diretor de Arborização Urbana da cidade. As diretrizes que auxiliarão o grupo foram levantadas a partir da reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Grupo Raiz da Terra, Defesa Civil Municipal, Secretaria municipal de Infraestrutura e Secretaria Municipal de Administração.

João Carlos que é presidente do Grupo Raiz da Terra, Conselho Municipal de Meio Ambiente, Conselho Municipal de Defesa Civil, Coordenador Municipal de Parques e Jardins, Coordenador Municipal de Defesa Civil e da Comissão Técnica, assumiu a responsabilidade da realização do inventario da Arborização que tinha a previsão para dez dias, concluiu dentro do prazo. Agora já se sabe a quantidade de massa verde urbana e as espécies das árvores.

A Arborização da cidade de Talismã é composta por 1.449 arvores e arbusto, as 10 árvores de maior presença nas ruas, avenidas, passeios e canteiros centrais são:
Oiti, Mangueira, Ameixa, caju, murta,  goiabeira, sibipiruna, tamarindo, sabão de soldado, Ipê.

A Defesa Civil condenou aproximadamente 2% das 1.449 plantas, e as arvores condenadas já estão sendo retiradas, pois apresentam grande risco aos usuários das vias e órgãos públicos. A Defesa Civil fez uma mobilização e formou uma Força Tarefa envolvendo: Defesa Civil, Grupo Raiz da Terra, Secretaria Municipal de infraestrutura e Projeto Reciclando e Aprendendo. Também conta com a participação da Equipe da Celtins e há possibilidade de uma equipe da 4ª Cia de Bombeiros de Gurupí estar apoiando nos trabalhos que requer cuidados especiais.

COMISSÃO TÉCNICA:

Raimundo Coelho Neto (biólogo)

Alexandre Ribeiro da Mota (biólogo)

Amarildo Marçal Cardoso (Gestão Ambiental)

Silvano Fagundes da Silva (geógrafo)

Michael Vinicios Aparecido Garcia de Souza (Recursos Humanos)

Miguel Chaves Ramos (Advogado - Assessor Jurídico do Município)

Marconi Machado Pereira (Agrônomo)

João Carlos Lopes (Técnico de Defesa Civil – Olericultor, Viveirista),

Mauricio Jesus Pereira (Secretario Municipal de Infraestrutura)

Diogo Borges de Araujo ( Secretário Municipal de Administração)

Cati Son Bertolino Dourado (Vereador e Brigadista Florestal)

Jaksom Bertolino Dourado (Brigadista Chefe de Esquadrão).

José Maria dos Santos (Autônomo – Projeto Reciclando e Aprendendo)

A Força Tarefa, também atende aos moradores que queira realizar corte, poda e remoção de arvores dentro dos imóveis, os interessados devem se dirigir a Defesa Civil Municipal e preencher um requerimento, e o mesmo é analisando pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente, que irá fazer a vistoria no local e posteriormente dá um parecer, caso seja deferido, a Força Tarefa é acionada e o serviço executado, por outro lado a Defesa Civil constatar que em determinado local exista uma arvore ou qualquer planta oferece risco a comunidade, imediatamente a Equipe da Força Tarefa é acionada e o serviço é realizado em caráter de emergência.

A Defesa Civil de Talismã é composta por:
Coordenadoria Municipal de Defesa Civil
Coordenadoria Municipal de Parques e Jardins

Funciona no Mesmo Local:
Grupo Raiz da Terra
Conselho Municipal de Defesa Civil
Conselho Municipal de Meio Ambiente

Mais Informações: (63) 3385 – 1246
Plantão Permanente (63) 8473 -1148
E mail: gruporaizdaterra@hotmail.com
defesacivil@talisma-to.com.br
joaocarlos@talisma-to.com.br
Site: www.talisma-to.com.br

__________________________________________________________

COMENTÁRIOS: <<<< AQUI >>>

__________________________________________________________

  • A Defesa Civil deve estar sempre pronta a acolher a todos que dela, voluntariamente, se propuserem a participar. Pelos interesses comuns deve ser também um sistema envolvente porque integra todas as atividades, quer públicas ou particulares, povo e governo, tanto na cidade quanto no campo.

    A COMDEC deve estar devidamente estruturada para:
    EDUCAR, no sentido de preparar as populações;
    PREVENIR, sugerindo medidas e obras públicas para os pontos críticos;
    PLANEJAR, elaborando planos operacionais específicos;
    SOCORRER, as vítimas, conduzindo-as aos hospitais;
    ASSISTIR, conduzindo os desabrigados para locais seguros, atendendo-os com medicamentos, alimentos, agasalhos e conforto moral, nos locais de abrigo ou acampamentos; e
    RECUPERAR, a fim de possibilitar à comunidade seu retorno à normalidade