CALENDÁRIO LEIS
   

Defesa Civil interdita ponte com risco de desabamento

Thatyhelly Pires Lopes
07/09/2013

A Defesa Civil interditou na manhã deste sábado (07/9) a ponte que liga a TO 296 a BR 153, passando pela Fazenda Santa Bárbara, no Setor “C” Zona Rural do Município de Talismã. Construída há 16 anos para veículos pequenos, a ponte já passou por diversas reformas, mas em nenhuma delas foram feita a substituição das vigas, as quais vieram a romper.

A estrutura apresenta risco de desabamento, mesmo que o assoalho não apresenta sério cisco, mas das 08 vigas de sustentação 04 do lado direito foram quebradas, o que significa que de um lado a ponte está pendurada e para minimizar o caso a Defesa Civil solicitou apoio a Fazenda Tamboril Agronegócio LTDA, para construir um desvio de emergência e os condutores que passam no local deve observar a sinalização. A administração do Município foi informada da situação e como a ROTA faz parte do Programa de Assistência aos Municípios (PAM), na responsabilidade do Governo estadual.

Como está funcionando:
O PAM levará patrulhas mecanizadas para realizar serviços de infraestrutura viária em todo o Bico do Papagaio. Além do maquinário, a Agência de Máquinas e Transportes do Estado (Agetrans) cede os técnicos para fazer a operação do equipamento.

O programa vai auxiliar as prefeituras na manutenção das estradas, equilibrando o atendimento aos municípios com a capacidade do órgão em suprir a necessidade da manutenção da malha viária estadual. Ao todo serão disponibilizadas cinco frentes de serviço que atuarão, simultaneamente, em cinco cidades por até 15 dias. Terminada a frente de trabalho nos municípios as equipes passarão para os próximos cinco e assim sucessivamente. Juntas, as cinco patrulhas de maquinários cedidos aos municípios contam com 20 equipamentos, entre caminhões, tratores e retroescavadeiras.

O isolamento foi considerado importante pelos moradores. Um dos usuários da via que passava pelo local, parabenizou mais uma véz a Defesa Civil Municipal pelo trabalho de prevenção e disse ainda que o melhor caminho foi mesmo interditar”, comentou.

Conclusão:
O município de Talismã está entrando em contato com a liderança do programa para saber o que pode ser feito.

  • A Defesa Civil deve estar sempre pronta a acolher a todos que dela, voluntariamente, se propuserem a participar. Pelos interesses comuns deve ser também um sistema envolvente porque integra todas as atividades, quer públicas ou particulares, povo e governo, tanto na cidade quanto no campo.

    A COMDEC deve estar devidamente estruturada para:
    EDUCAR, no sentido de preparar as populações;
    PREVENIR, sugerindo medidas e obras públicas para os pontos críticos;
    PLANEJAR, elaborando planos operacionais específicos;
    SOCORRER, as vítimas, conduzindo-as aos hospitais;
    ASSISTIR, conduzindo os desabrigados para locais seguros, atendendo-os com medicamentos, alimentos, agasalhos e conforto moral, nos locais de abrigo ou acampamentos; e
    RECUPERAR, a fim de possibilitar à comunidade seu retorno à normalidade

 

GRUPO RAIZ DA TERRA - TALISMÃ - TOCANTINS - BRASIL.